Especial: Dia da Criança

FELIZ DIA DA CRIANÇA!  Seja você otaku ou não, com certeza já assistiu animes feitos para crianças, ou estrelados por elas. Lembro dos tempos em que a Tv Globinho era decente, e assistíamos obras como Dragon Ball Z, Sakura Card Captors, Hantaro, Digimon, Yu-Gi-Oh!, Beyblade e por aí vai. Bons tempos que não voltam mais, né u.u

E para comemorar o dia das crianças (e principalmente o feriado +fds \o/), um post com algumas recomendações de animes em que as crianças estão sob os holofotes. Se conhecerem mais algum que não se encontre na lista, comentem aí que com certeza darei uma conferida 😉

Aishiteruze Baby

Yuzuyu é uma garota de cinco anos que fora abandonada por sua mãe. Agora, ela será cuidada pela família da tia e principalmente por seu primo Kippei, um adolescente que até então só preocupava-se com si mesmo e com seus incontáveis namoricos. A série mostra bem como as crianças podem se sentir sozinhas e mal compreendidas pelos adultos, e como entendem do jeitinho delas as conversas dos mais velhos. Ri bastante assistindo esse anime, e embora a animação não seja das melhores, o enredo faz valer uma conferida.

AnoHana

Como não amar AnoHana? Como não amar a Menma?

Durante toda a série temos flashbacks que retratam a infância dos personagens principais, dando uma sensação tão nostálgica que fica difícil não se identificar. AnoHana nos ensina que não se deve esquecer aquela criança dentro da gente, mesmo que tenhamos amadurecido e nos corrompido. E também nos ensina a valorizar as coisas simples da vida, já que não viveremos para sempre, certo?

Hunter x Hunter (2011)

Para quem não conhece Hunter, saiba que a série é um dos melhores battle shounens exibidos atualmente. O personagem principal é Gon, um menino que anseia tornar-se um hunter profissional para encontrar o pai. O que destaco na obra em relação ao post de hoje é o fato de Gon e seu melhor amigo, Killua (ambos com personalidades completamente diferentes) não serem crianças extremamente precoces (tipo uns “mini-adultos”) que vemos em alguns animes por aí. E isso acaba rendendo cenas hilárias (e às vezes fofas) entre os dois. Atualmente o remake de HxH se encontra no 50º episódio, e cada arco consegue ser melhor que o outro.

Tegami Bachi

Do genêro shounen, conta a história de um garoto chamado Lag que se torna um Carteiro Abelha (Letter Bee), viajando entre as perigosas cidades do Reino de Amberground (onde é sempre noite), e lutando contra os assustadores “insetos-blindados”.

Esse anime de fantasia tem um ar de infância muito marcante. Lag é uma pessoa muito bondosa, que acredita no melhor das pessoas (tanto que acaba em confusões) e é MUITO chorão. O mais incrível é que isso acaba resolvendo os males que vão surgindo, e Lag acaba fazendo aliados por onde passa. Sem delongas, é um anime leve e gostoso de assistir.

Usagi Drop

Daikichi, que já está na casa dos trinta e mora sozinho, se surpreende quando vai ao funeral de seu avô. Acontece que o velhinho teve uma filha ilegítima com uma mulher desconhecida! Embaraçada, a família discute o que fazer com a criança, já que não pretendem ficar com ela. Imaginando o sofrimento que a garotinha passará, Daikichi decide adotá-la (observação: ele é sobrinho dela kkk). A partir daí ele precisa conciliar trabalho, relacionamentos e família enquanto cuida da pequena. Óbvio que isso não será fácil.

A série é bem mais simples do que Aishiteruze Baby, limitando-se ao dia a dia de Daikichi com Rin. Durante a série, vemos Rin crescendo (ô menina esperta hehe) e os sacrifícios que Daikichi faz para cuidar dela, como desistir de uma promoção no emprego para poder cuidar da fofa. Um anime tão envolvente que quando percebemos já acabou, deixando um gostinho de “quero mais”.

E por  hoje é só, pessoas ^^v

Bom feriado p vcs o/

~ eu nem quero lembrar que Facul existe (Quê Facul???) kkk

Kitsune

 

Anúncios